Amor bandido
Poema enviado por: valdemar rodrigues
 
Esse teu amor bandido
qual penitência arrasto pela vida,
amor perdido. inútil, pecado fútil
sem razão de ser.

Nos momentos de sobriedade
sem o efeito do ópio
desse teu amor que me alucina,
vejo-me diante da verdade
que nas horas tristes me acode
para poder entender que não há saída,
pois sem você o encanto e o feitiço deste imenso amor
explodiria,e os fragmentos de cristais sem brilho
seriam arremessados no infinito do desamor, arrastando junto minha alma cansada de tanto sofrer.
E na busca tristonha para encontrar um novo amor,
despedaçaria de vez meu coração e os sinos da ilusão
deixariam de dobrar no campanário das emoções,
restando apenas a capela,que ao rigor do tempo,tijolo por
tijolo desabariam, e tudo se transformaria em pó.
 
Autor: valdemar rodrigues
» Ações
            

» Dados sobre o Poema
Título Amor bandido
Autor valdemar rodrigues
Categoria Reflexão
Cadastro 18/04/2017 06:20:17
Visitado 156 vezes
Enviado Nenhuma vez



» Enviar este Poema
 
Seu nome
Seu e-mail
Nome do Destinatário
E-mail do Destinatário
Escreva uma Mensagem
  
 

© Copyright 1998 - 2017 Poemas de Amor. Todos os direitos reservados.